Ao olhar no primeiro momento podemos não achar nenhuma proximidade entre os temas, mas aprofundado, observamos que existe uma invisibilização social entre luto masculino e as transmasculinidades.

Entender a identidade transmasculina, que um homem trans pode engravidar, por exemplo, ainda é um desafio. O cissexismo e a transfobia ajudam nesse processo de invisibilidade.
Como as experiências vividas por homens enlutados muitas vezes são invisibilizadas e esperadas apenas por certos aspectos engessados.

Por esses motivos é importante fugir da lógica imbricada na sociedade da ideia de homem universal, assim como a de luto normal. Cada pessoa vai lidar com seu processo de luto de forma diferente, levando em consideração cada atravessamento social. Assim como perceber que não existe apenas uma forma de ser homem no mundo é determinante para um entendimento diverso das masculinidades.

Um homem trans que passa pelo processo de luto, seja neonatal, gestacional ou de outra maneira, precisa ser acolhido em tudo que ele é. Logo, entender que o homem trans pode gerar e passar por um processo de luto neonatal por exemplo, perceber que foi uma perda paterna sendo acolhido como pai enlutado, não pode ser encarado como algo muito longe de nós, pois é uma realidade.

Sendo assim, acredito ser importante que grupos que acolham pessoas enlutadas atentem para as transmasculinidades e acolha homens trans de forma respeitosa e ética. Levando em consideração suas dores, sua perda, seu gênero e sua história.

Visibilidade também é sobre acolher possibilidades outras de masculinidades para além das impostas e conhecidas. Assim, legitimando experiências para além das cisnormativas.

Aqui no Luto do Homem, acolhemos todas as masculinidades de forma plural.
Venha como você é!

Glossário com links:
Transmasculinidades: https://pt.wikipedia.org/wiki/Transmasculinidade
Cissexismo: https://transfeminismo.com/o-que-e-cissexismo/
Cisnormatividade: https://www.instagram.com/p/CBE2OiIhiWl/
Transfobia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Transfobia

Por Leonardo M. B. Peçanha – Coordenador de Articulação Política e Advocacy do Luto do Homem ( @leonardombpecanha )

Assine a nossa Newsletter

RECEBE AS NOVIDADES SOBRE O PROJETO

QUERO ME CADASTRAR